BUSCA

Quem sou eu

Minha foto
Sou doutora em Literatura. Escrevo há mais de 15 anos, mas sem disciplina. Sou aquela escritora que se guarda para o futuro, à espera de um grande acontecimento. Sinto que chegou a hora. É com retalhos e epopeias que me inventarei - com pequenos e grandes eventos - com fragmentos e grandes feitos - serei a tecelã de uma história e a sua heroína. Serei Penélope e Odisseu. Me acompanhe nesta viagem! Colunista da seção de Escrita Criativa na comunidade literária Benfazeja. Livros publicados: FLAUIS (2010) e RETALHOS E EPOPEIAS (Editora Patuá, 2012). Mais sobre mim em meu site oficial

Me encontre

MENU

Divulgue o blog!


Banner 120 x 60


Banner 150 x 90


Arquivo do blog

LEITORES

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Todos os textos são de autoria de Carolina Bernardes. A cópia não é autorizada e configura plágio. Tecnologia do Blogger.

04 dezembro, 2011

Olhos acesos

       



O primeiro módulo do curso de Escrita Criativa (oferecido por mim na Escola Waldorf, em Ribeirão Preto) foi concluído na última quarta-feira (30/11). Como homenagem aos meus alunos, escrevi este texto, inspirado nas atividades propostas e no objetivo central do curso: despertar a capacidade de ver o mundo, para além da vista cansada que orienta nossa vida cotidiana.
Muito em breve, voltarei com a notícia sobre a edição do livro com os textos produzidos pelos alunos.


De tão longe eu avistei uma mesa quadrada. Acomodada em canto aberto de uma serena biblioteca, onde o sol reluz. Não foi através de uma janela que meus olhos sonharam o encontro noturno entre cavaleiros jovens e experientes para a conversa do engenho criativo. Foram meus olhos, livres de qualquer moldura, que descobriram a mesa, polida e envernizada, onde repousaram nossas janelas. Os livros fechados ao redor se calaram, obedientes ao toque da marcha, ouvindo cada sim ou não, o desenho da garrafa que o mar não trouxe, da família que chorou o pão amassado, da fêmea que matou o europeu, da rua enfeitiçada de cascalhos que abriu as portas da casa materna. Se este fosse um último poema ou a derradeira descrição, meus olhos se apagariam, gastos, desencantados por detrás da janela fechada. E se de longe eu avistei, foi por conhecer que as palavras formam rastros de arado em nossa alma e esses não se apagam jamais. Com os olhos acesos, seguiremos, pois somos contadores de histórias sob a chuva que cai repetida.



2 Comentaram. Deixe seu comentário também!:

Lina Gatolina disse...

aprender com voce deve ser sensacional...
bjs
que seja o primeiro de muitos !

jose vitor lemes disse...

Também me faço em lembranças! Inesquecível lembrança de uma professora de literatura. Ela despertou em mim o interesse e prazer por poesias.
Por certo e da mesma forma quantos alunos teus serão discípulos num futuro próximo?
Nem todos herdarão esta tua facilidade, mas entre outras coisas as tuas aulas serão inesquecível!

Postar um comentário

Olá, obrigada por visitar meu blog. Sua contribuição é muito importante para mim!

LIVROS ESSENCIAIS

  • A Demanda do Santo Graal. (Anônimo)
  • A vida e as opiniões do cavalheiro Tristam Shandy. (Laurence Sterne)
  • Ascese. (Nikos Kazantzakis)
  • Cem anos de Solidão. (Gabriel Garcia Marquez)
  • Crime e Castigo. (Dostoiévski)
  • Folhas de Relva. (Walt Whitman)
  • Húmus. (Raul Brandão)
  • Judas, o Obscuro. (Thomas Hardy)
  • Mahabharata (Anônimo)
  • Memórias Póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis)
  • Narciso e Goldmund. (Hermann Hesse)
  • O casamento do Céu e do Inferno. (William Blake)
  • O homem que comprou a rua. (Tarcísio Pereira)
  • O Perfume. (Patrick Süskind)
  • Odisseia (Kazantzakis)
  • Odisseia. (Homero)
  • Os Cadernos de Malte Laurids Brigge. (Rainer Maria Rilke)
  • Peter Pan. (J. M. Barrie)
  • Poemas (Seferis)
  • Poemas Completos de Alberto Caeiro (Fernando Pessoa)
  • Zorba, o grego. (Nikos Kazantzakis)

Banner 250 x 40


meu bichinho virtual

De onde vêm meus visitantes?

 
2009 Template Bucólico|Templates e Acessórios